sexta-feira, janeiro 13, 2012

Relatos de um dia chuvoso



Lá estava eu acordando no meu primeiro dia pós vestibular, e sentindo como se o meu cérebro estivesse ficado em algum momento em cima da classe onde eu tinha feito meus quatro dias de prova. Estava correndo tudo bem como de costume, eu de pijama e escabelada perto das 11 da manhã. Até que me veio uma idéia “vou a biblioteca” e fui (não de pijama e escabelada, mas fui).

Chegando lá eu pensei “tem que ser uma leitura divertida e agradável”,então olhei para a porta de vidro da biblioteca e à abri, como quem fica muito tempo fora de casa e sente a maior euforia ao girar a maçaneta da porta. E tudo estava exatamente como no último dia que estive lá, e o principal _ o cheiro dos livros estava intacto.

Creio eu, que a maioria das pessoas acha que o melhor perfume é o das flores, mas para mim não existe nada nesse mundo que se iguale ao cheiro de um livro, é um aroma que desperta a curiosidade, e o melhor ele não fica em um vidrinho para qualquer um dar uma borrifada e satisfazer-se; ele fica ali grudado junto a cada virada de página, exclusivo para quem está lendo.

Voltando ao centro da história, fui direto a prateleira que eu achei que seria a ideal para o primeiro dia de férias, a da Lit. Norte Americana. Para a minha surpresa tinha vários, porém nenhum que eu quisesse para aquele dia. Então fui para a Lit. Inglesa e ali eu fixei meus olhos absorvendo cada título e sinopse, contudo mais uma vez nenhum que eu queria, mas teimosa eu pensava “tem que ser aqui, onde mais teria?”. Até que minha bolsa quase caiu do ombro (coisa que acontece com um certa freqüência) e eu meio que virei de lado para pegá-la, e ali naquele momento avistei de relance uma capa...

Me virei e para minha surpresa, eu estava olhando para a prateleira denominada de Lit. Sul Rio Grandense. E ele estava ali, seduzindo totalmente. Falando baixinho para que eu o pegasse, senti-se seu cheiro, le-se sua sinopse. A forma com que ele me dominou em poucos segundos era quase indecente, levei a mão em sua direção e a pausei no ar, naquele instante entre “Read or not read, that is the question”. E então eu o peguei, folhei suas páginas, e ele me disse “ me leve para sua casa, me trate com carinho e leia-me em uma noite.” Como resistir? Eu o levei...

O livro? Doidas e Santas da Martha Medeiros, editora L&PM, uma coletânea de crônicas relacionadas com o universo feminino, cheias de frases para refletir e abarrotadas de um senso de humor único! Eu li uma, depois outras e outra e assim fui indo, até que um pingo caiu em meu braço (estava chovendo e a janela aberta) e isso me fez olhar para fora, e nesse momento eu senti a felicidade nas coisas simples.

Quando eu olhei para a janela, dava para ver cada pingo que caia, e sentir a brisa trazendo o cheiro da terra molhada, e eu na minha cama com um livro ótimo nas mãos, e minha família logo ao lado. E então ela meio tímida falou “Estava aqui esperando você me ver” e eu “Porque não falou que já tinha chegado?” e ela me disse fraternalmente “você tinha que me descobrir sozinha!”. Então eu a convide para chegar mais perto, e mergulhei novamente nas crônicas da Martha Medeiros, completamente renovada.

“... foi então que me bateu uma felicidade sem razão e sem tamanho. Deve ser o que chamam de plenitude. Não havia acontecido nada, eu apenas havia atingido uma conexão absoluta comigo mesma. Não há como contar isso sem ser piegas (...)"
Martha Medeiros, Doidas e Santas, trecho da crônica: Emoção X Adrenalina.
E você já encontrou ela?

3 comentários:

Fran disse...

Eu ainda não encontrei-a, mas acho que tal evento parece estar próximo. Estou há dois dias cheirando e visualisando possíveis leituras. Algo que mude meu dia, meu ano. Martha Medeiros? Vou "cheiretar". Bjussss. * Viu? eu disse que um dia postaria!

Malú disse...

Quem é vivo sempre aparece!!! Finalmente heein sora??!
Ameeeeeiii teu comentario, super recomendo a Martha para quem quer uma leitura que mude nem que seja teu modo de ver a coisa mais simples que seja!

Ameeei, volta sempre hein?
Beijoooos

@maluu_maluu

Ila maria disse...

nossa muito lindo....e seu blog é muito legal

http://www.ila-maria.blogspot.com.br/